Escritora Vera Salbego

Poesia e Contos , Crônicas

Áudios


QUANDO EU MORRER




QUERO DEIXAR MEUS VERSOS
NA BOCA DO VENTO
E RIR DA MORTE
EM TODOS OS VERSOS MEUS.


QUANDO EU MORRER...
NÃO QUERO TRISTEZAS.
E SIM, UM GRANDE.
SARAU POÉTICO.
A CANTAR OS VERSOS MEUS.

QUERO SER LEMBRADA
PELA POESIA
E LEVADA PELO VENTO
NA BOCA DO TEMPO.

NESSE DIA, QUERO MUITO SOL.
A ILUMINAR MINHA PARTIDA.
NO AR, APENAS A SINFONIA.
DA POESIA,
                    EXALANDO NA BRISA DO TEMPO.
                    TODA POESIA QUE IMORTALIZADA FICOU!
Poesia do Livro Caminhos
Enviado por VeraSalbego em 05/02/2007




Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras